Estou ciente de que os dados fornecidos são exclusivamente para cadastro mencionado no formulário. Após finalização, os dados serão armazenados pelo Grupo Empresarial OCEQ de forma segura, apenas com a finalidade de manter histórico de atividades realizadas e sem hipótese de transmissão a terceiros, conforme Lei Nº 13.709 - Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD)

CONTABILIDADE ESPECIALIZADA

Saiba o que é e como criar uma empresa Júnior

Participando de uma empresa júnior, você terá chances de experimentar os desafios do mercado de trabalho, ter vivência empresarial e qualificar muito suas habilidades de comunicação, de liderança e de trabalho em equipe.

É sua chance de aplicar, na prática, tudo o que você aprende em sala de aula.

Já, se você está estruturando o seu negócio, preste atenção, este texto também pode lhe interessar.

 

O que é uma empresa júnior?

As empresas júnior são associações sem fins lucrativos formadas por estudantes de graduação de um ou mais cursos.

Nelas os serviços são oferecidos com valores abaixo do praticado pelo mercado e todo o faturamento é investido na capacitação dos membros voluntários.

O principal objetivo da Empresa Júnior é promover o conhecimento e o crescimento pessoal e profissional dos jovens, além de criar uma conexão entre o mercado de trabalho e as instituições de ensino superior.

Para quem contrata, é uma grande oportunidade de ter um serviço de consultoria com preço mais acessível e, ainda, colaborar com a formação de jovens universitários para que, depois de formados, já tenham experiência como empreendedores e contato com a realidade do mercado. 

Já para os estudantes, é a chance de aprender na prática a se relacionar com clientes e superar momentos de dificuldades, assuntos que a teoria não ensina.

 

Como funciona uma Empresa Júnior?

Para ingressar em uma empresa júnior o aluno vinculado à instituição de ensino deverá participar de um processo seletivo que consiste, basicamente, em prova de conhecimentos gerais, entrevista, redação, dinâmica de grupo etc.

As etapas variam de empresa para empresa, mas seguem basicamente o mesmo escopo geral.

Sempre contando com a dedicação e comprometimento dos alunos em contribuir com o crescimento e desenvolvimento da empresa, por isso o Marketing Pessoal também é importante.

 

Qual a principal diferença entre uma empresa júnior e uma empresa tradicional?

Uma das principais características das empresas juniores é que os membros não podem receber salários ou bolsas em dinheiro.

Todo o lucro deve ser aplicado em capacitações, treinamentos e manutenção da empresa.

A ideia é que o aluno participe pela vontade de aprender e de se desenvolver como profissional. 

Além da remuneração, que no caso das empresas juniores, é a capacitação e a experiência adquirida, há outras diferenças, que sintetizamos neste quadro:

Muitas vezes, as empresas juniores oferecem um ambiente mais propício à inovação, pois há mais liberdade para os membros se expressarem, além do próprio clima universitário.

 

O que é o Movimento Empresa Júnior (MEJ)?

Desde 2016, por meio da Lei 13.267/2016, as empresas juniores são reconhecidas e regulamentadas.

Esse avanço na segurança jurídica é fruto do movimento que, desde o final dos anos 1980, reúne empresas formada por estudantes em todo o Brasil, formando uma grande rede de empreendedorismo. 

O Movimento Empresa Júnior brasileiro é constituído por entidades que atuam em instituições de ensino em cidades, estados e, até, no país inteiro.

Cada núcleo, federação ou confederação são formados por membros de empresas juniores daquela região.

 

O que é o Brasil Júnior?

A Confederação de Empresas Juniores, Brasil Júnior,  atua em todo o Brasil e representa todas as empresas juniores do país.

Tem como missão formar, por meio da vivência empresarial, profissionais comprometidos e qualificados.

Ela articula e transmite as regras nacionais para o funcionamento das federações estaduais, regulamentando e alinhando as atividades das empresas juniores em contexto nacional. 

A Brasil Júnior fornece suporte às federações, e cada uma delas é responsável pelas suas empresas juniores federadas.

Todos trabalham juntos com o objetivo de impulsionar os resultados e expandir o movimento no país.

O apoio às federações, que representam o MEJ diante do mercado, visa promover oportunidades, investimentos e ampliação da rede de relacionamentos.

Assim, os resultados são alavancados, e o movimento cresce.

 

Quantas empresas juniores existem no Brasil?

Segundo informações da Agência Brasil, que cobriu a realização da 27ª edição do Encontro Nacional de Empresas Juniores, realizado em formato online no ano passado e promovido pela Brasil Júnior, há 1239 empresas juniores, formadas por 23 mil jovens empresários em mais de 210 universidades brasileiras. 

 

4 dicas para abrir uma Empresa Júnior?

Abrir ou participar de uma Empresa Júnior passa por habilidades e atitudes empreendedoras e pode ser uma excelente oportunidade para iniciar uma carreira ou um negócio de sucesso.

Elencamos quatro dicas básicas para você dar os primeiros passos em uma Empresa Júnior:

  • Seja influente na sua comunidade estudantil. 
  • Mantenha um diálogo com professores e demais lideranças universitárias
  • Crie um plano de negócios para resolver um problema.
  • Mostre em todas as oportunidades que você tem seriedade e compromisso.

Gostou da ideia de começar seu negócio em uma Empresa Junior? Bacana, não é mesmo? Além de ser uma oportunidade promissora, que poucos tem acesso, você pode contar com a parceria de empresas e entidades voltadas ao empreendedorismo, como a Contabilizei.

Além do auxílio para abrir o seu negócio e cuidar de todas as rotinas contábeis e financeiras, estamos sempre ao seu lado para que você dê todos os passos para abrir, e cuidar, do seu negócio sem dores de cabeça e, principalmente, sem rasgar dinheiro.

 

Fonte: Jornal Contabil | 02/06/2021.